11 de janeiro de 2018 às 02:00

Puerto Iguazú surpreende com restaurantes ecléticos e adegas fartas

A apenas 17 km do parque onde estão as cataratas, Puerto Iguazú tem pouco mais de 80 mil habitantes, o que faz dela a cidade menos populosa da Tríplice Fronteira ?há cerca de 390 mil na paraguaia Ciudad del Este e 265 mil em Foz do Iguaçu.

A apenas 17 km do parque onde estão as cataratas, Puerto Iguazú tem pouco mais de 80 mil habitantes, o que faz dela a cidade menos populosa da Tríplice Fronteira –há cerca de 390 mil na paraguaia Ciudad del Este e 265 mil em Foz do Iguaçu.

Puerto Iguazú é, portanto, a melhor opção para quem quer combinar visita às cataratas e sossego. Mas a cidade tem outros atributos.

Com uma arquitetura desigual, a área urbana de Puerto não é exatamente charmosa. Mas vale a pena conhecê-la pelas atrações à mesa, ou seja, os restaurantes e as lojas de vinhos e conservas.

Na gastronomia, uma dica é o Jungle, comandado pelo chef Javier Sanchez, que já esteve à frente de cozinhas de grandes hotéis da Argentina.

A casa oferece bons cortes de carne, mas quer um conselho? Evite a saída mais óbvia. O que há de melhor no Jungle são os pratos com peixes dos rios da região, como surubim, pacu e dourado.

"Gosto de apostar em diferentes produtos e técnicas", afirma Sanchez. Uma das recomendações do chef é a entrada sashimi tíbio de surubim, em que o peixe é preparado com leite de coco, coentro e creme de manga.

A casa também se destaca pela variedade de vinhos.

Outro expoente dessa linha de restaurantes com cardápio eclético é o Aqua. Aqui também os peixes se sobressaem. Uma pedida é o surubim com camarões e risoto de batata.

Já o La Rueda, há mais de quatro décadas em Puerto Iguazú, é para quem prefere se concentrar nos assados.

Com ambiente acolhedor, inspirado na cultura guarani, o restaurante também conta com uma adega farta.

Em se tratando de vinho, aliás, a cidade reúne lojas com variedade de rótulos sul-americanos. Uma das unidades da Vinoteca Don Jorge fica na avenida Brasil, no centro da cidade.

Ao fim dessa via, está a Feirinha Puerto Iguazú, um símbolo da vocação da cidade para os bons pratos e quitutes. Quase simplório, o lugar é desses ambientes raros em que comida e barulho conseguem conviver bem.

A Feirinha abriga pequenas lojas que vendem presuntos, queijos, azeites e toda a sorte de condimentos, além de doces, como os alfajores.

Para os fãs de azeitonas recheadas, existem centenas de opções por lá. Também há comércio de vinhos no local.

O centro não se restringe a ofertas para comer e beber. Lojas de artesanato se espalham por avenidas como Missiones e Córdoba —tudo pode ser feito em passeios a pé.

Como nas cidades turísticas brasileiras, pipocam bugigangas nesse tipo de comércio, mas é possível garimpar peças interessantes feitas pelos índios guarani que vivem em aldeias na região.

Fora desse miolo, mas ainda no perímetro urbano, está o Marco das Três Fronteiras, onde se vê o Brasil e o Paraguai, divididos pelo encontro dos rios Iguaçu e Paraná.

Embora muito aquém das cataratas, não deixa de ser uma bela paisagem.

HOSPEDAGEM

Puerto Iguazú também surpreende pela ampla rede hoteleira. São mais de 300 opções, de pousadas a grandes e tradicionais hotéis.

Entre os visitados pela reportagem, quatro locais de perfis diferentes merecem recomendação.

Com bom custo-benefício, o Saint George está no centro, a menos de 10 minutos a pé de avenidas movimentadas, como a Brasil e a Missiones.

Afastado do circuito comercial, o Amérian está entre os mais sofisticados da cidade. Fica muito próximo do Marco das Três Fronteiras, o que significa uma vista privilegiada para os rios que contornam Puerto Iguazú.

Ambos têm mais de cem quartos. Entre as alternativas mais acolhedoras, estão pousadas como Puerto Bemberg e El Pueblito.

Nos dois casos, é preciso recorrer a um carro para ir ao centro. A compensação é a proximidade da natureza.

*

R$ 695
Três noites em Foz do Iguaçu, por pessoa, com café da manhã e passagem aérea. Também inclui visita às cataratas brasileiras (sem ingresso) e à hidrelétrica de Itaipu. Na flytour: flytour.com.br

R$ 898
Três noites em Foz do Iguaçu, com café da manhã, passeio às cataratas, visita panorâmica à hidrelétrica de Itaipu (ambos sem ingressos incluídos), tour para compras na Argentina.e traslados. Valor por pessoa. Aéreo incluso. Na CVC: cvc.com.br

R$ 926
Quatro noites em Foz do Iguaçu, com café da manhã, visita às cataratas nos lados brasileiro e argentino e à hidrelétrica de Itaipu Binacional (sem ingressos para as atrações), além de tour para compras na Argentina e traslados. Valor por pessoa. Sem passagem aérea. Na Flot Viagens: flot.com.br

R$ 1.154
Três noites em Puerto Iguazú, com café da manhã. Preço para duas pessoas, sem passagem aérea. Na Litoral Verde: litoralverde.com.br

R$ 1.524
Quatro noites em Foz do Iguaçu, com café da manhã, visita às cataratas brasileiras, ao Parque das Aves, tour de compras no Paraguai e traslados. Preço por pessoa, com aéreo. Na Visual Turismo: visualturismo.com.br

R$ 1.538
Três noites em Foz do Iguaçu, com aluguel de carro, café da manhã e passagem aérea inclusos. Na Submarino Viagens: submarinoviagens.com.br

R$ 1.887
Três noites em Foz do Iguaçu, com café da manhã incluído. Preço para duas pessoas, sem passagem aérea. No Wish Foz do Iguaçu: wishgolfresort.com.br

R$ 2.400
Quatro noites em Foz do Iguaçu por pessoa, com hospedagem e café da manhã. Inclui passagem aérea. Na Expedia: expedia.com.br

R$ 2.710
Pacotes de quatro noites em Foz do Iguaçu por pessoa, com café da manhã. Inclui passagem aérea. Na Expedia: expedia.com.br

R$ 3.066
Pacote de três noites em Puerto Iguazú, com café da manhã. Valor por pessoa. Inclui passagem aérea. Na Top Brasil Turismo: topbrasiltur.com.br

R$ 3.960
Pacote de cinco noites em Puerto Iguazú, com café da manhã. Inclui visita às cataratas argentinas e passeio no Parque Nacional Iguazú, além de tour para compras e um almoço. Preço por pessoa. Com passagem aérea. Na R17 Viagens: r17viagens.com.br

Fonte: FOLHA

comentários

Estúdio Ao Vivo